Videotutorial: permissões de arquivos e pastas no GNU/Linux

Depois de algum tempinho, eis um novo videotutorial, dessa vez explicando de forma simples e clara as permissões de arquivos e pastas e a utilização do comando chmod, assunto fundamental para usuários finais, administradores de rede e profissionais da web.

Observação: não sei o por quê do áudio ter ficado dessincronizado a partir de dado momento, mas ainda assim é possível entender tudo.

Apagando a lista do menu Executar Aplicativo do gNOME

Você pode pressionar ALT + F2 para acessar o Menu Executar Aplicativo do GNOME, onde você poderá digitar o nome de um programa que será executado. Mas, uma vez que você mande executar, o que você digitou ficará lá.

Infelizmente, o GNOME não oferece uma maneira fácil de apagar os items dessa lista. Nem mesmo indo em Locais – Documentos Recentes – Apagar documentos recentes irá apagar o que você mandou executar. Mas há uma maneira:

Vá em Sistema – Preferências – Editor de Configurações;

Navegue até /apps/gnome-settings/gnome-panel

Clique duas vezes sobre history-gnome-run e apague os itens da lista ou apenas os itens desejados.

Instalando o Insanerz Shooter no Mandriva 2009

Neste dia 28, foi noticiado no BR-Linux um jogo nacional chamado Insanerz Shooter, que é um jogo de nave em 2D que lembra, segundo comentários, o clássico Galaga. Ele está disponível para Linux, Sony PSP e Windows.

Na página do projeto, em http://insanerzshooter.googlepages.com/ , vemos que a versão Linux conta apenas com um pacote .deb para o – como não poderia deixar de ser – Ubuntu e Debian. Usuários de outras distribuições precisam baixar uma versão em tar.gz ou compilar a partir dos fontes. Eu uso Mandriva, então, baixei a versão compactada.

Não sei se o problema era da minha conexão ou do site, mas só consegui baixar essa versão pelo wget, visto que o Firefox parava no meio. Mas, enfim, baixei o arquivo, descompactei, dei dois cliques e… NADA! Bem, vamos ao caminho das pedras para quem não usa Ubuntu.

1. Instale as dependências do Insanerz Shooter, que são:

libsdl-image, libsdl-mixer, libsdl-ttf, libsdl-sound e libsdl-gfx

Provavelmente você já terá alguns desses pacotes instalados. Não se esqueça de instalar a libSDL em si.

2. No Mandriva, mesmo após instalar esses pacotes, ele vai reclamar – no terminal – que não consegue encontrar a biblioteca libSDL_gfx.so.4. Para resolver isso, abra o terminal ou Konsole, torne-se root e digite:

# cd /usr/lib

# ln -s libSDL_gfx.so.0 libSDL_gfx.so.4

Obviamente, se essa mensagem não aparecer, você não precisa fazer isso.

E agora, você já pode rodar o jogo! Não, espere, ele vai dizer que não consegue encontrar o arquivo /usr/share/insanerzshooter/nave.png . Isso se deve ao fato do jogo provavelmente estar compactado de forma incorreta no arquivo genérico. Sem problemas! Ainda no terminal, volte à pasta do Insanerz Shooter e digite:

# mkdir /usr/share/insanerzshooter
# cp res/* /usr/share/insanerzshooter/
# cp insanerzshooter /usr/local

Ou, se você preferir, pode copiar o executável para /usr/local/games, se a pasta existir.
Bem, uma vez feito tudo isso, você pode digitar insanerzshooter e começar a jogar. Não se esqueça de criar atalhos nos lugares adequados. Ainda crio um pacote RPM quando descobrir como fazer isso :P.

Publicado em Mandriva. 2 Comments »

Descobri um erro no instalador do Mandriva

O instalador em modo gráfico do Mandriva Linux  faz tudo que promete, mas parece que os franceses deixaram o instalador em modo texto um pouco de lado, senão, leia essa mensagem digna do site The Daily WTF:

Impressionante: a mensagem diz que, após inserirmos o CD, temos que clicar am O ou, se não o tivermos, em Cancelar. Mas os botões que existem são Anterior e Próximo!

Claro que nenhum usuário deve ser tapado o suficiente para saber que deve clicar em Próximo, mas custava revisar um pouco mais a tradução?

Outra: até os 88%, ele instala tudo direitinho do CD 1; Depois, ele pede o CD 2; Aí ele instala TRÊS pacotes e pede o CD 1 de novo, aí instala mais meia dúzia de pacotes e vai o CD 2, aí instala mais um pouquinho e termina no CD 1. Eles podiam ser um pouco mais organizados, não é mesmo?

Apesar disso, o sistema é excelente.

[ATUALIZADO] Deixando o Mandriva 2009 perfeito

Caso você ainda não saiba, estou usando o novo Mandriva 2009. A última versão dessa distro que havia usado foi a 2006 – e acabei não tendo uma boa impressão da mesma – mas, agora, parece que a empresa cresceu e a distro está excelente. A propósito: estou usando-a com meu ambiente desktop favorito, o Gnome. Ainda não instalei o KDE 4.

Não sei se é porque o instalador formatou (acidentalmente) minhas partições em Ext3, mas posso afirmar que o sistema está bem rápido: o boot ocorre em menos de 1 minuto, mas rápido que o Slackware e o Debian. Durante a instalação, todo meu hardware foi encontrado e eu não precisei fazer nenhuma configuração adicional para o monitor ou o mouse. Durante os primeiros dias, praticamente não toquei na linha de comando. Posso afirmar, sem medo, que o Mandriva 2009 é uma distribuição mais amigável para o usuário final do que o Ubuntu.

PORÉM – e sempre existe um porém – algumas arestas precisam ser aparadas para que a distribuição e seus recursos funcionem adequadamente. Nesse tutorial, vou dar cinco dicas, duas delas voltadas a quem tem LAMP.

1. Troque o aria2 pelo wget

O programa que o Mandriva usa por padrão para baixar seus pacotes tanto pela interface gráfica quanto pela linha de comandos é o aria2, mas ele dá problema em alguns downloads às vezes. Para resolver, nada melhor do que substituí-lo pelo bom e velho wget. Para fazer isso, nada de linha de comando: clique no ícone Configure seu computador (no Gnome é aquele que fica ao lado do envelope com o relógio no painel superior), Informe a senha de root e clique em Gerenciador de Software -> Configurar Mídias Fonte para instalação e atualização. Na nova janela, clique em Opções – Opções Globais e em Software de download a ser utilizado, escolha wget e dê OK. Não se esqueça de, após isso, adicionar os repositórios padrão e PLF seguindo o tutorial do Morimoto.

2. Desabilite o serviço numlock

Eu não sei quem foi o infeliz que teve a brilhante idéia de criar isso mas o fato é que, apesar da boa intenção, infelizmente, não funciona. O serviço numlock tem por objetivo manter a tecla numlock acionada mas o fato é que, já no GDM (ou KDM) coisas estranhas acontecerão, por exemplo: o teclado numérico NÃO vai funcionar com a tecla Num Lock acionada e VAI funcionar com ela desligada. Pelo que pesquisei, esse problema existe também na versão 2008.

Assim, para se livrar desse entrave, basta desabilitar o serviço. Para tal, clique no ícone Configure seu Computador, informe a senha de root, clique em Sistema e no ícone Habilitar/Desabilitar serviços do sistema. Procure por numlock, desmarque a caixa Na inicialização da máquina e clique em Parar. Problema resolvido.

3. Desabilite o serviço de indexação

O Mandriva vem com o Beagle habilitado por padrão. Ele é um programa que monitora todos os documentos que você cria e os armazena em cachê, para que você possa pesquisar rapidamente pelo que deseja. EU, particularmente, acho que isso só ocupa memória e espaço em disco. Como EU não uso, desabilitei. Se quiser desabilitar também, no Gnome, clique em Sistema – Preferências – Pesquisa e Indexação. Na aba Pesquisando, desmarque todos os checkboxes e em Indexação, desmarque Indexar meu diretório pessoal.

As dicas a seguir serão úteis se você tiver um servidor LAMP instalado no seu Mandriva:

4. Fazendo o MySQL iniciar automaticamente

Se o nome de rede do seu computador for localhost, o MySQL poderá não conseguir ser inciado. Então, abra o nosso famoso terminal e digite, como root:

hostname 127.0.0.1

Essa mudança não afetará em nada seus scripts PHP. Não sei porquê, após fazer isso, pode ser que aconteçam coisas estranhas no Gnome, assim, é melhor você reiniciar sua sessão.

5. Fazendo o Apache iniciar automaticamente

Mesmo que você configure o Apache para iniciar automaticamente no boot, ele NÃO vai iniciar. Por isso, você tem que fazer duas modificações:

Primeira: Existe um erro no arquivo httpd.conf na opção Listen, que diz a porta na qual o Apache deve ouvir as requisições. Para corrigí-lo, abra o terminal, digite su, informe a senha de root e digite

gedit /etc/httpd/conf/httpd.conf

Procure a linha

Listen 0.0.0.0:80

E substitua-a por

Listen 80

Mesmo assim, pode ser que seu Apache acuse um erro ao iniciar. Para corrigir, apriveite que você está como root e digite

gedit /etc/hosts

Substitua a primeira (ou única) linha por

127.0.0.1    localhost.localdomain    localhost

E, a partir de agora, seu Apache vai iniciar automaticamente.

Ainda não sei o que foi que eu fiz, mas depois que eu mudei o tema do Gnome, não consigo mais botar o desenho de fundo do painel inferior. Eu boto o mesmo desenho do painel superior, mas ele fica sem a ilusão de profundidade. Por isso, deixei-o transparente com uma imagem em preto e branco sensacional.

Por hoje é isso. Espero que essas dicas tenham sido úteis para você. Até a próxima!

Publicado em Mandriva. 9 Comments »

Como ouvir a rádio Pop Rock no Linux

1. Instale, se já não estiverem instalados, os pacotes mplayer-gui, mplayer-skins, mplayer-fonts e mplayerplugin: esses pacotes instalam um tocador que roda vários formatos de áudio e vídeo no Linux. Se na sua distribuição não houver todos esses pacotes, instale apenas o mplayer e o resto ele puxa da Internet.

2. Instale o pacote win32-codecs, que possui os codecs mais comuns utilizados na Internet.

ATENÇÃO: Esse pacote é considerado ilegal nos EUA e, por isso, pode não estar nos repositórios de pacotes da sua distribuição. Entretanto, ele é legal aqui no Brasil. Assim, procure-o na Internet em um formato adequado à distribuição que você usa.

3. Instale o pacote gstreamer0.10-mms, que permite ouvir transmissões via streaming. Se você não encontrar um pacote com esse nome exato, procure por gstreamer e selecione o que tiver mms no nome.

4. Abra o MPlayer, clique com o botão direito no mesmo e vá em Open – Play URL. Na caixa URL, digite mms://200.203.124.65/poprock e seja feliz. Esse endereço que permite ouvir a rádio foi conseguido após um “árduo trabalho hacker” que consistiu em analisar o código-fonte da página do site da rádio que permite ouvir a rádio pelo WIndows Media Player, então, aproveite.

Observação: pode ser que, após iniciar a reprodução, apareça uma mensagem de erro. Nesse caso, apenas dê OK e o streaming rodará numa boa.