A síndrome de Sylar

É incrível como algumas coisas vêm sem que você espere. Há alguns meses, quando eu ainda estava no Orkut, eu resolvi criar um vídeo demonstrando como instalar o Slackware 12. A iniciativa foi elogiada e eu resolvi, então, abrir este blog para armazenar a apresentação.

Ao menos para mim, gravar videoaulas tornou-se algo muito complicado, principalmente pela qualidade dos programas de gravação. Em muitas vezes, o som se perde ou fica pipocando porque, talvez, o software não consiga juntar áudio e vídeo de uma maneira satisfatória.

Devido ao fato de ter me tornado bastante ocupado, com curso de Eletrônica, outro cursinho de práticas administrativas e outras coisas mais, parei de fazer videoaulas e escrever tutoriais, mas não gostaria que esse blog morresse.

Até hoje, o famoso vídeo, que saiu deveras tosco, é referenciado. Vejo, nas configurações do WordPress, através dos trackbacks, que até um site argentino fez referência ao videozinho em um tutorial sobre o Slackware. E isso me deixa orgulhoso, pois sei que fui útil para alguma coisa.

Gostaria de ter o que jamais tive aqui: uma rede de contribuição, voltada principalmente ao sistema GNU/Linux e ao software livre, com várias pessoas se cadastrando e enviando seus materiais, tanto em forma de texto, imagens, vídeos, etc… que o blog fosse um ponto central de conhecimento livre. Claro que sites como esse já existem, como o Viva O Linux e o Dicas-L, mas o que eu quero é ter um diferencial.

Eu não posso simplesmente comprar um domínio, instalar um WordPress nele e chamá-lo de “site de tutoriais”, pois aí ninguém ia se dedicar a escrever algo útil nele. Ninguém ia visitar “mais um site de tutoriais”. O site não deve ser uma cópia de algo que já existe: é preciso que haja um diferencial que o torne único. Eu sinto que existe algo, um imperativo dentro de mim que me diz para criar alguma coisa, algo na internet, algo que eu ainda não sei o que é.

Enfim, gostaria de ir além deste blog, mas para isso seria necessário que as pessoas se comprometessem a contribuir com o novo projeto, senão, ele morre.

Eu tenho algumas idéias, eu desisto ou não termino várias, mas eu gostaria de criar algo novo, que fosse útil para todos. E eu gostaria que você me ajudasse com isso. Seja lá o que for, eu vou criar alguma coisa. Eu preciso.

Alguém tem alguma idéia?

3 Respostas to “A síndrome de Sylar”

  1. Mauricio Says:

    Cara assiti seu video do Slackware 12 muito bom mesmo!
    parabens!
    A melhor parte pra mim é a do “KADEI”!
    Valeu!

  2. Mauricio Says:

    Ha! a idéia!
    Acho que voce poderia falar sobre Frameworks de desenvolvimento brasileiro!
    Os brazucas tão arrebentando!
    O futuro do desenvolvimento de software no brasil!
    Claro open source!

  3. Rogério Says:

    André, estou com uma proposta de vários vídeos para linux. Estes serão disponibilizados para a empresa júnior da faculdade e eu como desenvolvedor do conteúdo não teria o menor problema em disponibilizá-los. Estou encontrando dificuldades no que tange qual a ferramenta de vídeo me permite gravar a partir da inicialização. Qual foi o seu procedimento para gravar o video?


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: